SEJA BEM-VINDO AO MEU MAR DE EMOÇÕES...

segunda-feira, fevereiro 26, 2007

O SANGUE DO SOL...

"...O amor é o sangue do sol dentro do sol. A inocência repetida mil vezes na vontade sincera de desejar que o céu compreenda. Levantam-se tempestades frágeis e delicadas na respiração vegetal do amor. Como uma planta a crescer da terra.
O amor é a luz do sol a beber a voz doce dessa planta. Algo dentro de qualquer coisa profunda.
O amor é o sentido de todas as palavras impossiveis. Atravessar o interior de uma montanha. Correr pelas horas originais do mundo.
O amor é a paz fresca da combustão de um incêndio dentro, dentro, dentro, dentro, dentro dos dias. Em cada instante de manhã, o céu a deslizar como um rio. À tarde, o sol como uma certeza.
O amor é feito de claridade e da seiva das rochas.
O amor é feito de mar, de ondas na distância do oceano e da areia eterna. O amor é feito de tantas coisas opostas e verdadeiras. Nascem lugares para o amor e, nesses jardins etéreos, a salvação é uma brisa que cai sobre o rosto suavemente."

("Uma Casa na Escuridão" de José Luis Peixoto)

Uma semana de muita paz para todos...
e um beijo no
Brisa do mar

1 comentário:

Amaral disse...

O amor, força motriz da Vida, a essência final dAquilo Que É...
O amor só faz sentido se entendido como "a única coisa". Aquela que dá lugar a tudo o resto! Aquela que nos faz sentir as sensações mais sublimes...
Depois, o poeta "compõe" todas as formas com o pincel inevitável do "amor". Por isso, o poeta é uma pessoa especial... que faz poesia com a alma e não com os sentidos...

Obrigado pelas palavras que me deixaste. Não sou um "velho sábio"! Mas gostaria, ainda, de dar e partilhar o amor que sinto ter dentro de mim...