SEJA BEM-VINDO AO MEU MAR DE EMOÇÕES...

sexta-feira, setembro 29, 2006

VAMOS FALAR DE VOCÊ


Olha, vamos falar de você
É bem mais interessante
Já que hoje tudo é saudade
Então sinto vontade de falar
Falar só de você
Sabe, eu não vou falar de mim não, porque
também já não há o que dizer
Falar que já fui seu uma vez
Que já amei demais
Isso eu já disse muito, amor
Por isso hoje sinto vontade de falar
Porque a saudade é de você
Mas eu falo e não encontro resposta
Mas sabe, eu não me importo não porque
quase ninguém na minha vida me respondeu
Mas, mesmo assim eu falo
E não me pergunte por que?
Mas sabe, acho que é porque sinto saudade
Sinto saudade de você!
(Ronnie Von)

quarta-feira, setembro 27, 2006

NÃO DÁ PARA APAGAR...


O Tempo não pode apagar a poesia do amor.
Não quero perder a poesia,
justificado pelo tempo...
Ela não pode mudar rimas e versos...
Mas tem o seu lugar...
A poesia do tanto querer...
do gostar...
De apenas se confirmar um amor...
Ele fica mais maduro com o tempo...
Nasce pleno a cada manhã...
Com reflexos dourados de carinho...´
Porque esse tempo permite que se conheça melhor o outro...
Aprimora os sentimentos...
Aguça os toques...
Conheçe a geografia do corpo...
Percorre estradas, montes...
Mas, se enfeita sempre de maneira diferente...
Olhos sorrindo...
Não quero deixar de falar baixinho...
Palavras entendidas...
Incompreensíveis...
Sentidas...
Expressões de amor...
De gritar de prazer...
De assim ser:sua!
Uma linha pode ser poética,
Porque se teve a intenção...
Ela advém do sentimento...
Do momento...
Do coração...
Não se pode perder a poesia do amor...
Porque o próprio amor é um lindo poema...
Versos da aceitação...
Versos de toques...
Versos ilimitados do tempo...
De duas vidas se faz uma única...
Vida plena...
Vida de lutas,
Na poesia do tempo...
Num bailar do poema
escrito pelo coração:
O AMOR!

domingo, setembro 24, 2006

JAMAIS TE VOU ESQUECER...



Se a brisa da manhã tocar o teu rosto...
e num gracejo formoso fizer seus cabelos brincar,
saiba que é um carinho meu, que sem querer dizer adeus,
pedi ao vento pra te entregar.
Se ao andar pelas matas sentir o cheiro da vida,
de folhas secas e molhadas, perfumes de flores,
pode ser de jasmim ou qualquer coisa assim,
é ainda minha mensagem que vai com meu perfume,
para você jamais esquecer de mim.
Ao ouvir o barulho de água cristalina, limpa, pura,
vai te lembrar minhas loucuras tentando de conquistar.
Uma cachoeira encantada vai te lembrar a minha risada,
quando eu só existia pra te amar...
E ao ouvir pássaros cantando, em alguns galhos namorando,
recordará algumas canções que a gente escutava baixinho,
jogados em qualquer cantinho,
deixando a canção dizer o que havia em nossos corações.
Se uma gota de orvalho atrevida em tua face pingar
e mais uma outra, ainda insistente, cair,
é apenas uma lágrima que escorregou,
é essa imensa saudade a me consumir.
E, ao cair da tarde, quando tudo for silêncio,
olhe para o horizonte, escuta quando a noite chegar.
A mesma estrela vai te dizer que,
mesmo nunca mais te encontre,
eu jamais vou te esquecer...

sexta-feira, setembro 22, 2006

APENAS ESQUECER...


Apenas esquecer!
Todos nós temos momentos, que gostaríamos de esquecer
Podem ser bons ou tristes, mas quando lembramos, faz a alma doer
Se não podemos mudar isso, impossível as lágrimas impedir de escorrer
Se foram momentos felizes, só na lembrança, reviver
De volta ao presente, não tem como trazer
Se tristes foram,esses então, é lutar e muito, para ...
apenas esquecer!!

quinta-feira, setembro 21, 2006

"...O MAIS É NADA..."


Navegue, descubra tesouros, mas não os tire do fundo do mar,
o lugar deles é lá.
Admire a lua, sonhe com ela, mas não queira trazê-la para a terra.
Sinta o sol, se deixe acariciar por ele,
mas lembre-se que o seu calor é para todos.
Sonhe com as estrelas, apenas sonhe, elas só podem brilhar no céu.
Não tente deter o vento, ele precisa correr por toda parte,
ele tem pressa de chegar sabe-se lá onde.
Não apare a chuva, ela quer cair e molhar muitos rostos,
não pode molhar só o seu.
As lágrimas? Não as seque, elas precisam correr na minha,
na sua, em todas as faces.
O sorriso! Esse você deve segurar, não o deixe ir embora, agarre-o!
Quem você ama? Guarde dentro de um guarda-jóias,
tranque, perca a chave!
Quem você ama é a maior jóia que você possui, a mais valiosa.
Não importa se a estação do ano muda, se o século muda
e se o milênio é outro, se a idade aumenta; conserve a vontade de viver,
pois não se chega a parte alguma sem ela.
Abra todas as janelas que encontrar e as portas também.
Persiga um sonho, mas não o deixe viver sozinho.
Alimente sua alma com amor, cure suas feridas com carinho.
Descubra-se todos os dias, deixe-se levar pelas vontades,
mas não enlouqueça por elas.
Procure, sempre procure o fim de uma história, seja ela qual for.
Dê um sorriso para quem esqueceu como se faz isso.
Acelere seus pensamentos, mas não permita que eles te consumam.
Olhe para o lado, alguém precisa de você.
Abasteça seu coração de fé, não a perca nunca.
Mergulhe de cabeça nos seus desejos e satisfaça-os.
Agonize de dor por um amigo,
só saia dessa agonia se conseguir tirá-lo também.
Procure os seus caminhos, mas não magoe ninguém nessa procura.
Arrependa-se, volte atrás, peça perdão!
Não se acostume com o que não o faz feliz,
revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudade, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se achá-lo, segure-o!
COMO DIZIA FERNADO PESSOA:
"Circunda-te de rosas, ama, bebe e cala. O mais é nada".

terça-feira, setembro 19, 2006

ÀS VEZES...OU DEUS


"Deus costuma usar a solidão
para nos ensinar sobre a convivência.
Às vezes, usa a raiva para que possamos
compreender o infinito valor da paz.
Outras vezes usa o tédio, quando quer nos mostrar
a importância da aventura e do abandono.
Deus costuma usar o silêncio para nos ensinar sobre
a responsabilidade do que dizemos.
Às vezes usa o cansaço, para que possamos
compreender o valor do despertar.
Outras vezes usa a doença, quando quer
nos mostrar a importância da saúde.
Deus costuma usar o fogo, para nos ensinar
a andar sobre a água.
Às vezes, usa a terra, para que possamos
compreender o valor do ar.
Outras vezes usa a morte, quando quer
nos mostrar a importância da vida".

sexta-feira, setembro 15, 2006

A VIDA E AS ESTAÇÕES...

Eu queria que a vida fosse dividida em quatro estágios,
mas que não acabasse nunca:
A infância é como a primavera.
É pura novidade e um calor que não sufoca nem faz pensar .
Tem uma inocência quase pateta e traz no íntimo a certeza de que vêm coisas boas a caminho. Nós queremos que passe depressa, mas sabemos que nunca mais seremos tão protegidos, a mordomia não será eterna.
É quando as coisas acontecem pela primeira vez, é quando num arbusto verde vemos surgir alguns vermelhos, é surpresa, a primeira de uma série.
A adolescência é como o verão.
Quente, petulante, libidinosa. Parece que não vai haver tempo para fazer tudo o que se quer e o que se teme. É musical e fotogênica. Dúvidas, dúvidas, dúvidas em frente ao mar. Mergulha-se no profundo e no raso. Pouca roupa, pouca bagagem. Curiosidade. Vontade que dure para sempre, certeza de que passa. Noção do corpo. Festas e religião. Amor e fé.
A maturidade é como o outono.
Um longo e instável outono, que alterna dias quentes e frios, que nos emociona e nos gripa. Há mais beleza e o ar é mais seco, porém é quando se colhem os melhores abraços. Ficar sozinho passa a não ser tão aterrorizante. Fugimos para a praia, fugimos para a serra, as idéias aprendem a se movimentar, a fazer a mala rápido, a trocar de rota se o desejo se impuser, e não é preciso consultar o pai e a mãe antes de errar. É o outono que tentamos conservar.
O inverno é como a velhice.
Tem sua beleza igualmente, exige lã, bolsa de água quente, termômetro e uma janela bem vedada. O que não queremos que entre? Maus presságios.
O inverno é frio como despedida de um grande amor, mas sabemos que tudo voltará a ser ameno.
Queremos que passe, temos medo que termine. Ficar sozinho volta a ser aterrorizante. O inverno é branco, é cinza, é prata. É grisalho. E, de repente, também passa..
Eu queria que tudo fosse verdade, que a vida fosse assim dividida em quatro estágios que mais parecem estações do ano, mas que não acabasse, que depois do inverno viesse outra primavera, e outro verão, e outro outono, que nunca são iguais, mas sempre se repetem, sempre voltam, são tão certos quanto o sol e a lua, todo dia, toda noite. Eu queria...

quinta-feira, setembro 14, 2006

SÓ ILUSÕES...


O que trazemos e o que levamos
Você vem ao mundo sem coisa alguma.
Assim, uma coisa é certa: nada lhe pertence.
Você vem absolutamente despido, porém com ilusões.
É por isso que toda criança nasce com as mãos fechadas, cerradas, acreditando que está trazendo tesouros - e aqueles punhos estão vazios.
E todos morrem com as mãos abertas.
Tente morrer com as mãos cerradas - até o momento ninguém conseguiu.
Ou tente nascer com as mãos abertas - ninguém conseguiu também.
A criança nasce com as mãos fechadas, com a ilusão de que está trazendo tesouros ao mundo, mas não há nada nas mãos.
Nada lhe pertence, então você está preocupado com qual insegurança?
Nada pode ser roubado, nada pode ser tirado de você.
Tudo o que você está usando pertence ao mundo.
E um dia você terá que deixar tudo aqui.
Você não será capaz de levar coisa alguma com você.
Será que estou no caminho certo?
As indicações de que você está no caminho certo são muito simples:
Suas tensões começam a desaparecer.
Você fica mais e mais senhor de si.
Mais e mais calmo.
Encontrará beleza em coisas que jamais concebeu pudessem ser belas.
As menores coisas começarão a ter imenso significado.
O mundo inteiro se tornará mais e mais misterioso a cada dia.
Você se tornará menos e menos culto e mais e mais inocente - como uma criança correndo atrás de borboletas, ou pegando conchas do mar numa praia.
Você sentirá a vida não como um problema, mas como uma dádiva, uma benção, uma graça. Essas indicações crescerão continuamente se você estiver na pista certa.
Se estiver na pista errada, acontecerá exatamente o oposto.

quarta-feira, setembro 13, 2006

VIDA...


Vida !!!!! viva a vida ....
Por tudo que fui, por tudo que sou e por tudo que serei...
Pelas alegrias, pelas angústias, pelo medo e pela força...
Por cada dia que nasce, desenvolve e morre...
Por cada chance de recomeço, por cada vitória e por cada derrota...
Por cada lágrima,por cada sorriso e por cada suspiro...
Por cada sonho, por cada ideal, por cada doação e mútua troca de experiências...
Pela maturidade, pelo bom senso, pelas fortes emoções...
Pelas oportunidades, pela honra e pelo amor...
Pela esperança, pela graça e pela fé...
Por tudo isso e muito mais, meu Pai do Céu, obrigada!
Porque estou viva e tenho a cada novo dia a oportunidade de merecer seu amor.
Porque sou humana e entendo que a vida, apesar de tudo, é linda e merece ser vivida intensamente.

segunda-feira, setembro 11, 2006

PALAVRAS SOLTAS...


A COISA MAIS IMPORTANTE NA VIDA É AMAR ALGUÉM.
A SEGUNDA É TER ALGUÉM QUE NOS AME.
MAS O MAIS IMPORTANTE É QUE AS DUAS COISAS ACONTENÇAM
AO MESMO TEMPO...

sexta-feira, setembro 08, 2006

QUANDO EU TE FALEI DE AMOR...




Quando os meus olhos te tocaram
Eu senti que encontrara
A outra metade de mim

Tive medo de acordar
Como se vivesse um sonho
Que não pensei realizar
E a força do desejo
Faz-me chegar perto de ti
Quando eu te falei em amor
Tu sorriste para mim
E o mundo ficou bem melhor

Quando eu te falei em amor
Nós sentimos os dois
Que o amanhã vem depois
E não no fim
Estas linhas que hoje escrevo
São do livro da memória
Do que eu sinto por ti
E tudo o que tu me dás
É parte da história
Que eu ainda não vivi
(ANDRÉ SARDET)
ESTA É OUTRA MUSICA QUE ME FAZ LEMBRAR A MINHA HISTÓRIA DE AMOR COM O MEU ZLL...
OU PARTE DA HISTÓRIA, PORQUE O FIM VAMOS CONSTRUÍNDO NO DIA-A-DIA, NO PARTILHAR DE UMA VIDA A DOIS...
AMO-TE..!!!

XLIV


Saberás que não te amo e que te amo
posto que de dois modos é a vida,
a palavra é uma asa do silêncio,
o fogo tem uma metade de frio.
Eu te amo para começar a amar-te,
para recomeçar o infinito
e para não deixar de amar-te nunca:
por isso não te amo ainda.
Te amo e não te amo como se tivesse
em minhas mãos as chaves da fortuna
e um incerto destino desafortunado.
Meu amor tem duas vidas para amar-te.
Por isso te amo quando não te amo
e por isso te amo quando te amo.
Poema XLIV- Pablo Neruda
(Retirado de: Cem sonetos de Amor)

quinta-feira, setembro 07, 2006

SÓ PARA DIZER...


Só pra dizer que te Amo,
Nem sempre encontro o melhor termo,
Nem sempre escolho o melhor modo.
Devia ser como no cinema,
A língua inglesa fica sempre bem
E nunca atraiçoa ninguém.
O teu mundo está tão perto do meu
E o que digo está tão longe,
Como o mar está do céu.
Só pra dizer que te Amo
Não sei porquê este embaraço
Que mais parece que só te estimo.
E até no momento em que digo que não quero
E o que sinto por ti são coisas confusas
E até parece que estou a mentir,
As palavras custam a sair,
Não digo o que estou a sentir,
Digo o contrário do que estou a sentir.
O teu mundo está tão perto do meu
E o que digo está tão longe,
Como o mar está do céu.
E é tão difícil dizer amor,
É bem melhor dizê-lo a cantar.
Por isso esta noite, fiz esta canção,
Para resolver o meu problema de expressão,
Pra ficar mais perto, bem mais de perto.
Ficar mais perto, bem mais de perto.

[Clã - Problema De ExpressãO ]
...SABE SEMPRE BEM OUVIR ESTA MUSICA...

terça-feira, setembro 05, 2006

TER ESPERANÇA...



Ter esperança não é fingir que os problemas não existem.
É ter a confiança de saber que estes existem mas não são eternos,
que as feridas se curarão e as dificuldades serão ultrapassadas.
Ter fé é a fonte da força e renovação do nosso interior,
que nos vai guiar da obscuridade até á luz.
ANIMI TRANQUILLITAS GRANDE VIRTUTIS PRAEMIUM EST
(A tranqüilidade de espírito é a grande compensação da virtude)
QUE EU CONSIGA TER SEMPRE ESSA TRANQUILIDADE...

domingo, setembro 03, 2006

DEIXA A JANELA DO AMOR ABERTA...

DEIXA A JANELA DO AMOR ABERTA...
PARA QUE ELE POSSA SEMPRE ENTRAR
ESTEJA SEMPRE ATENTA,
NÃO VÁ ELE CHEGAR...PARTIR E NÃO VOLTAR...
E QUANDO CHEGAR O MOMENTO
GUARDE BEM ESSE AMOR
NO LADO ESQUERDO DO PEITO...
BEM DENTRO DO CORAÇÃO
ELE PODE CHEGAR DISFARÇADO...
CABE-LHE A SI DESCOBRIR...
PODE NEM SER PERFEITO,
MAS VAI FAZÊ-LA SORRIR...

sexta-feira, setembro 01, 2006

BOM FIM DE SEMANA!!


NÃO CORRAS ATRÁS DAS BORBOLETAS;
PLANTA UMA FLOR NO TEU JARDIM
E TODAS AS BORBOLETAS VIRÃO ATÉ ELA.