SEJA BEM-VINDO AO MEU MAR DE EMOÇÕES...

terça-feira, abril 29, 2008

E SE...

E se for o último dia das nossas vidas?
Quantos carinhos ficam por fazer?
E quantos beijos por dar?
Quantas palavras de amor por dizer?
E quantos projectos por realizar?
E se houvesse outra vida depois desta?
O que levaríamos connosco se nos fosse dada essa oportunidade?
Eu levaria a saudade dos momentos lindos que vivi e a lembrança das pessoas que amei...

domingo, abril 27, 2008

Só Contigo Eu Vou...


"A ti pertencem todos os meus sonhos,
Meus pensamentos são tua morada,
Sem teu amor tudo seria nada,
O mundo triste e os dias não risonhos.
Minh'alma vive assim toda encantada,
Não há no meu olhar brilhos tristonhos,
Se estás a meu lado os males mais medonhos,
Fogem de medo da tua sombra alada.
Tu és, meu anjo, o meu porto de abrigo,
Não há ninguém no mundo, amor eu juro
Que possa dar-me tudo o que me dás!
Fica p'ra sempre comigo:
Cada lugar é a face do perigo
Quando me vejo onde não estás."
Silvia Schmidt

quarta-feira, abril 23, 2008

O RITMO BÁSICO...

« O teu corpo é...
expressão da tua existência...
Tantos de nós que não estamos nos nossos corpos,
sentindo-nos em casa, vibrantemente presentes neles.
Nem estamos em contacto com o ritmo básico
que constitui a nossa vida diária. Vivemos fora de nós
- na nossa cabeça, nas recordações ou desejos -
ausentes senhores dos nossos próprios domínios.»

Gabrielle Roth

segunda-feira, abril 21, 2008

PRESSA DE QUÊ?

" Não tenho pressa. Pressa de quê?
Não têm pressa o sol e a lua: estão certos.
Ter pressa é crer que a gente passe adiante das pernas,
Ou que, dando um pulo, salte por cima da sombra.
Não; não tenho pressa.
Se estendo o braço, chego exactamente aonde o meu braço chega
Nem um centímetro mais longe.
Toco só aonde toco, não aonde penso.
Só me posso sentar aonde estou.
E isto faz rir como todas as verdades absolutamente verdadeiras,
Mas o que faz rir a valer é que nós pensamos sempre noutra coisa,
E somos vadios do nosso corpo.
E estamos sempre fora dele porque estamos aqui."

Alberto Caeiro


domingo, abril 20, 2008

O TEU CORPO...


O teu corpo diz-me mais...
Do que queres dizer
Sei ler bem, os Sinais
Que tu teimas em esconder...



Este amor é sereno
Como uma noite de luar
faz-nos sentir tão pequenos
Conjugando o verbo AMAR!


Não foi fácil o encontro
Mas tenho muito a agradecer
Tu até já estavas pronto
Eu tive a sorte de te conhecer...


O teu corpo quer o meu
E tu sabes, o que sinto...
Proponho-te sermos felizes
E do amor ser aprendizes...



Aceitas??

quinta-feira, abril 17, 2008

DEFICIÊNCIAS...


'Deficiente' é aquele que não consegue modificar sua vida,
aceitando as posições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.
'Louco' é quem não procura ser feliz com o que possui.
'Cego' é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.
'Surdo' é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão.
Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.
'Mudo' é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.
'Paralítico' é quem não consegue andar na direcção daqueles que precisam de sua ajuda.
'Diabético' é quem não consegue ser doce.
'Anão' é quem não sabe deixar o amor crescer.
E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois:

"A amizade é um amor que nunca morre."



Mário Quintana

terça-feira, abril 15, 2008

UM LUGAR TRANQUILO...

Mesmo no coração da cidade,
pode existir um lugar tranquilo.
Portas fechadas e cortinas corridas,
uma luz na escuridão,
rodeados por coisas queridas,
habituais,temos refúgio
e podemos reencontrar-nos.

Pam Brown


segunda-feira, abril 14, 2008

DÁDIVA...


O Ontem já foi.
O amanhã poderá não vir nunca.
Há o milagre deste instante.
Vive-o.
É uma dádiva.
Marie Stilkind


sexta-feira, abril 11, 2008

ESTADOS DE ALMA...

Todos vivemos "estados de alma" na vida
- ao ver um nascer do Sol magnífico,
ao escutar o canto de uma ave,
ao ver as rugas nas mãos da nossa mãe,
ao sentir o doce perfume de um arbusto.
Durante esses momentos,
o nosso corpo,
assim como o nosso cérebro,
ressoam com a glória
da nossa humanidade.
Marion Woodman

Bom Fim de Semana
Fiquem Bem!!

quinta-feira, abril 10, 2008

ENTRE MIM E EU...

Porque é que naquela rocha
perdida no meio do mar
arrasada pelo vento
despida pelo luar
Porque é que foi no segredo
de não ter com quem falar
que me despi do medo
que tinha de me encontrar
desembarco só
neste porto só
sou eu quem me espera
entre mim e eu
um de nós me deu
o espelho que eu quero
Não foi só por ser inocente
que ali me fui encontrar
a mim que já não me via
nem me podia tocar
Foi porque um de nós sabia
o que o outro lhe contou
sabia que não fugia
nenhum de nós lá ficou
Gostava que tu soubesses
que tenho rota traçada
sei lá ir quando quiseres
se houver conversa adiada

Luís Represas

terça-feira, abril 08, 2008

O MEU DIA...



Passem-se dias, horas, meses, anos
Amadureçam as ilusões da vida
Prossiga ela sempre dividida
Entre compensações e desenganos.
Faça-se a carne mais envelhecida
Diminuam os bens, cresçam os danos
Vença o ideal de andar caminhos planos
Melhor que levar tudo de vencida.
Queira-se antes ventura que aventura
À medida que a têmpora embranquece
E fica tenra a fibra que era dura.
E eu te direi: amiga minha, esquece...
Que grande é este amor meu de criatura
Que vê envelhecer e não envelhece.



Vinicius de Moraes





segunda-feira, abril 07, 2008

DESAFIO...


"Aceite os desafios. E não esqueça:
existem momentos na vida em que precisamos mais
de bravura do que de prudência.
Certas decisões precisam ser tomadas no fogo da emoção.
Entretanto, nós estamos acostumados a dizer:
“é preciso calma. Tenho que estar preparado para isto”.
Ninguém consegue se preparar direito para nada.
Existe muita coisa que pode ser planejada,
mas nem sempre é o melhor que a vida nos oferece.
Uma aventura mágica - onde tudo conspira para nos ajudar
a dar um grande salto sobre o abismo - sempre surge inesperadamente, e parte logo.
Sua presença foi resultado de um trabalho invisível
que realizamos, sem que nos déssemos conta.
É pegar ou largar para sempre.
Claro que podemos cair no abismo.
Mas o que, nesta vida, não é arriscado?"
Paulo Coelho

sexta-feira, abril 04, 2008

LEMBRA -TE...

Lembra-te
que todos os momentos
que nos coroaram
todas as estradas
radiosas que abrimos
irão achando sem fim
seu ansioso lugar
seu botão de florir
o horizonte
e que dessa procura
extenuante e precisa
não teremos sinal
senão o de saber
que irá por onde fomos
um para o outro
vividos

Mário Cesariny