SEJA BEM-VINDO AO MEU MAR DE EMOÇÕES...

segunda-feira, dezembro 11, 2006

SEGUIR EM FRENTE...

"Diz-se que, mesmo antes de um rio cair no oceano ele treme de medo.
Olha para trás, para toda a jornada, os cumes, as montanhas, o longo caminho sinuoso através das florestas, através dos povoados, e vê à sua frente um oceano tão vasto que entrar nele nada mais é do que desaparecer para sempre.
Mas não há outra maneira. O rio não pode voltar. Ninguém pode voltar. Voltar é impossível na existência.
Você pode apenas ir em frente.
O rio precisa se arriscar e entrar no oceano.
E somente quando ele entra no oceano é que o medo desaparece.
Porque apenas então o rio saberá que não se trata de desaparecer no oceano, mas tornar-se oceano.
Por um lado é desaparecimento e por outro lado é renascimento."

(Baghwan Sree Rajneesh, mais conhecido como Osho, filósofo indiano)

UM COMEÇO DE SEMANA CHEIO DE AMOR E PAZ...

BEIJINHOS

sábado, dezembro 09, 2006

ESPERANÇA...


Esperança:
isto de sonhar bom para diante
eu fi-lo perfeitamente,
Para diante de tudo foi bom
bom de verdade
bem feito de sonho
podia segui-lo como realidade
Esperança:
isto de sonhar bom para diante
eu sei-o de cor.
Até reparo que tenho só esperança
nada mais do que esperança
pura esperança
esperança verdadeira
que engana e promete
e só promete.
Esperança:
pobre mãe louca
que quer pôr o filho morto de pé?
Esperança:
único que eu tenho
não me deixes sem nada
promete
engana
engano que seja
engana
não me deixes sozinho
esperança.
(Almada Negreiros)

POIS É AMIGOS, MORREMOS NÓS PRIMEIRO E A ESPERANÇA AINDA CÁ FICA...

É TRAMADA!!!

BEIJINHOS GRANDES E FIQUEM BEM!!

terça-feira, dezembro 05, 2006

SINTO-TE AQUI...




Queria poder descrever
O que há muito espero
Queria conseguir dizer
O que para mim quero
O que esperei de ti
O que serias para mim
Nada mais eu vi
Tinha de ser assim!
Estás tão perto, tão distante
Estás ausente, tão presente
Sinto-te aqui, ao pé de mim!
Gostaria de que um dia
Ser capaz de te contar
Todos os meus sonhos
Meu mundo revelar
Depois de te imaginar
Soubeste ser especial
Trouxeste o céu e o mar
Foste o meu bem e meu mal
Estás tão perto, tão distante
Estás ausente, tão presente
Sinto-te aqui, ao pé de mim!
Queria poder descrever
O que há muito espero
Queria conseguir dizer
O que para mim quero
Estás tão perto, tão distante
Estás ausente, tão presente
Sinto-te aqui, ao pé de mim!
(Paula Teixeira)

BEIJINHOS E FIQUEM BEM ...

sexta-feira, dezembro 01, 2006

MORRE LENTAMENTE...


Quem Morre
Morre lentamente quem não viaja, quem não lê,
quem não ouve música, quem não encontra graça em si mesmo.
Morre lentamente quem destrói o seu amor-próprio,
quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito,
repetindo todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca,
não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece.
Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru.
Morre lentamente quem evita uma paixão,
quem prefere o negro sobre o branco e os pontos sobre os "is" em
detrimento de um redemoinho de emoções, justamente as que resgatam
o brilho dos olhos , sorrisos dos bocejos, corações aos tropeços e sentimentos.
Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho,
quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não
se permite pelo menos uma vez na vida fugir dos conselhos sensatos.
Morre lentamente, quem passa os dias queixando-se da sua má sorte
ou da chuva incessante.
Morre lentamente, quem abandona um projeto antes de iniciá-lo,
não pergunta sobre um assunto que desconhece ou não responde
quando lhe indagam sobre algo que sabe.
Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar vivo exige
um esforço muito maior que o simples facto de respirar.
"Somente a perseverança fará com que conquistemos um estágio esplêndido de felicidade".
(Pablo Neruda)
Dia Mundial de Luta Contra a SIDA
Não podia deixar passar este dia sem deixar aqui a minha mensagem
…porque infelizmente continuam a aumentar os doentes com SIDA
...porque infelizmente muitas pessoas continuam a querer ignorar
...porque infelizmente a SIDA EXISTE!!!

sexta-feira, novembro 24, 2006

TEMPO DE PERDOAR...


As luzes cintilam,
é chegada a hora
De abrir o coração e
deixar o ódio ir embora
Que ele vá para longe
Que não volte nunca mais
Antes perdoar agora,
do que sofrermos demais
Não sei por onde andas
Não sei por onde vais
Só te quero dizer
Não te esquecerei... Jamais!

quinta-feira, novembro 23, 2006

POR QUANTO TEMPO...


"Já me senti ferida quando perdi os homens por que me apaixonei.
Hoje estou convencida de que ninguém perde ninguém,
porque ninguém possui ninguém.
Essa é a verdadeira experiência da liberdade:
ter a coisa mais impostante do mundo, sem a possuir."
(Paulo Coelho - Onze Minutos)
Pensem nisso, para mim é a mais pura verdade:
Ninguém é de ninguém...

quarta-feira, novembro 22, 2006

COMO A BRISA DO MAR...


Brisa do mar,

Confidente do meu coração

Me sinto capaz de uma nova ilusão

Que também passará,

Como ondas na beira de um cais

Juras, Promessas, Canções

Mas por onde andarás?...,

Para ser feliz não há uma lei

Não há!, porém, sempre é bom

Viver a vida atento ao que diz

No fundo do peito o teu coração

E saber entender

Os segredos que ele ensinar

Mensagens subtis

Como a brisa do mar.

(Gentilmente deixado pela minha querida tia)

MUITO OBRIGADO...

Obrigada por confiares em mim, tentarei te dar sempre o melhor de mim...

Obrigada por fazeres parte das minhas mais doces memórias...

(tão doces quanto as pipocas que me trazias da escola)

Obrigada por seres uma amiga e tanto para mim,

de tantas, diferentes e significativas formas...

OBRIGADO! OBRIGADO! OBRIGADO!

Sabes que te adoro...

segunda-feira, novembro 20, 2006

AQUILO QUE A GENTE LEMBRA...



Aquilo que a gente lembra
Sem o querer lembrar,
E inerte se desmembra
Como um fumo no ar,
É a música que a alma tem,
É o perfume que vem,
Vago, inútil, trazido
Por uma brisa de agrado,
Do fundo do que é esquecido,
Dos jardins do passado
Aquilo que a gente sonha
Sem saber de sonhar,
Aquela boca risonha
Que nunca nos quis beijar,
Aquela vaga ironia
Que uns olhos tiveram um dia
Para a nossa emoção –
Tudo isso nos dá o agrado,
Flores que flores são
Nos jardins do passado
Não sei o que fiz da vida,
Nem o quero saber.
Se a tenho por perdida,
Sei eu o que é perder?
Mas tudo é música se há
Alma onde a alma está,
E há um vago, suave, sono,
Um sonho morno de agrado,
Quando regresso, dono,
Aos jardins do passado.
(Poema de Fernando Pessoa)

sábado, novembro 18, 2006

PESSOAS...

O mundo inteiro está cheio de pessoas.
Há pessoas caladas que precisam de alguém para conversar.
Há pessoas tristes que precisam de alguém que as conforte.
Há pessoas tímidas que precisam de alguém que as ajude vencer a timidez.
Há pessoas sozinhas que precisam de alguém para brincar.
Há pessoas com medo que precisam de alguém para lhes dar a mão.
Há pessoas fortes que precisam de alguém que as faça pensar na melhor maneira de usarem a sua força.
Há pessoas habilidosas que precisam de alguém para ajudar a descobrir a melhor maneira de usarem a sua habilidade.
Há pessoas que julgam que não sabem fazer nada e precisam de alguém que as ajude a descobrir o quanto sabem fazer.
Há pessoas apressadas que precisam de alguém para lhes mostrar tudo o que não tem tempo para ver.
Há pessoas impulsivas que precisam de alguém que as ajude a não magoar os outros.
Há pessoas que se sentem de fora e precisam de alguém que lhes mostre o caminho de entrada.
Há pessoas que dizem que não servem para nada e precisam de alguém que as ajude a descobrir como são importantes.
Precisam de alguém
Talvez de nós ...
(Leif Kristiansson)

BOM FIM DE SEMANA A TODOS

E

FIQUEM BEM!!!

quinta-feira, novembro 16, 2006

IMPULSO...




"NOS MOMENTOS EM QUE PRECISAMOS DE TOMAR UMA DECISÃO MUITO IMPORTANTE, É MELHOR CONFIAR NO IMPULSO, NA PAIXÃO, PORQUE A RAZÃO GERALMENTE PROCURA AFASTAR-NOS DO SONHO - JUSTIFICANDO QUE AINDA NÃO É CHEGADA A HORA.
A RAZÃO TEM MEDO DA DERROTA.
MAS A INTUIÇÃO GOSTA VDA VIDA E DOS DESAFIOS DA VIDA."
(Paulo Coelho)

quarta-feira, novembro 15, 2006

DEIXAR CORRER...

..."Sei que também aprendeste muito comigo, mais do que imaginas e do que agora consegues alcançar. Só o tempo te vai dar tudo o que de mim guardaste, esse tempo que é uma caixa que se abre ao contrário: de um lado estás tu, e do outro eu, a ver-te sem te poder tocar, a abraçar-te todas as noites antes de adormeceres e a cada manhã que acordares.
Não sei quando te voltarei a ver ou a ter noticias tuas, ms sabes uma coisa? Já não me importo, porque sempre soube qu ia ser assim. Guardei-te no meu coração antes de partires. Numa noite perfeita entre tantas outras, liguei o meu coração ao teu com um laço invisível e troquei uma parte da tua alma com a minha, enquanto dormias.
Não acordaste, nunca acordavas, o teu sono embalava-me e eu sentia-me uma semente debaixo da terra a crescer em silêncio para a felicidade. E não pode haver amor mais certo do que aquele que nos faz felizes. É só deixar correr, como, afinal, tudo o que é verdadeiramente importante na vida."...
( Do livro: Vou contar-te um segredo
de Margarida Rebelo Pinto)

sexta-feira, novembro 10, 2006

*** PARABÉNS!!!!!! ***

Poderia fazer uma enorme carta,
Para te dizer o quanto este dia é tão especial...
Mas não é exactamente o que eu gostaria...
Queria dizer o quanto tu és importante para mim...
Minha tia, minha amiga, minha "mana do coração"
Queria te dizer que adorei ter-te como "patroinha"
Mas só posso agradecer a Deus por existires...
pela tua amizade... o teu carinho... do teu amor...
Sei também que hoje te falta alguém muito especial, mas alegra-te...
Ela será sempre a nossa estrela-guia
Que nos vai amar sempre esteja onde estiver...
e nos vai proteger e olhar por nós...
Que te quer ver feliz... Muito feliz!!!
E eu também...
Desejo-te toda a felicidade do mundo...
Muita saúde, muito amor na tua vida...
Que todos os dias quando tu acordares
recebas dos céus a bênção...
Que tu alcances sempre tudo o que desejares...
Não importa o que seja, sempre estarei contigo...
Um abraço muito apertado,
Daqueles de quebrar costelas...
Parabéns!!!!

* ESTRELA DO MAR *

Numa noite em que o céu tinha um brilho mais forte
Em que o sono parecia disposto a não vir
Fui estender-me na praia sozinho ao relento
E ali longe do tempo acabei por dormir
Acordei com um toque suave de um beijo
E uma cara sardenta a encher-me o olhar
Ainda meio a sonhar perguntei-lhe quem era
Ela riu-se e disse baixinho: Estrela do Mar
Sou a Estrela do Mar
Só a ele obedeço, só ele me conhece
Só ele sabe quem sou
No princípio e no fim
Só a ele sou fiel
E é ele quem me protege
Quando alguém quer à força
Ser dono de mim
Não sei se era maior o desejo ou o espanto
Só sei que por instantes deixei de pensar
Uma chama invisível incendiou-me o peito
Qualquer coisa impossível fez-me acreditar
Em silêncio trocámos segredos e abraços
Inscrevemos no espaço um novo alfabeto
Já passaram mil anos sobre o nosso encontro
Mas mil anos são pouco ou nada para a Estrela do Mar
Sou a Estrela do Mar
Só a ele obedeço, só ele me conhece
Só ele sabe quem sou
No princípio e no fim
Só a ele sou fiel
E é ele quem me protege
Quando alguém quer à força
Ser dono de mim
(Jorge Palma)

BOM FIM DE SEMANA!!

FIQUEM BEM...

quinta-feira, novembro 09, 2006

E POR VEZES...



E por vezes as noites duram meses
E por vezes os meses oceanos
E por vezes os braços que apertamos
nunca mais são os mesmos
E por vezes encontramos de nós em poucos meses
o que a noite nos fez em muitos anos
E por vezes fingimos que lembramos
E por vezes lembramos que por vezes
ao tomarmos o gosto aos oceanos
só o sarro das noites não dos meses
lá no fundo dos copos encontramos
E por vezes sorrimos ou choramos
E por vezes por vezes ah por vezes
num segundo se envolam tantos anos.
(David Mourão Ferreira)

terça-feira, novembro 07, 2006

A ARTE DE SER FELIZ...


Houve um tempo em que minha janela se abria sobre uma cidade que parecia ser feita de giz. Perto da janela havia um pequeno jardim quase seco.
Era uma época de estiagem, de terra esfarelada, e o jardim parecia morto.
Mas todas as manhãs vinha um pobre com um balde, e, em silêncio, ia atirando com a mão umas gotas de água sobre as plantas.
Não era uma rega: era uma espécie de aspersão ritual, para que o jardim não morresse.
E eu olhava para as plantas, para o homem, para as gotas de água que caíam de seus dedos magros e meu coração ficava completamente feliz.
Às vezes abro a janela e encontro o jasmineiro em flor.
Outras vezes encontro nuvens espessas.
Avisto crianças que vão para a escola.
Pardais que pulam pelo muro.
Gatos que abrem e fecham os olhos, sonhando com pardais.
Borboletas brancas, duas a duas, como refletidas no espelho do ar.
Marimbondos que sempre me parecem personagens de Lope de Vega.
Ás vezes, um galo canta. Às vezes, um avião passa.
Tudo está certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino.
E eu me sinto completamente feliz.
Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela,
uns dizem que essas coisas não existem, outros que só existem diante das minhas janelas,
e outros, finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim.

(Autor: Cecilia Meirelles)
QUE O DESTINO SE CUMPRA...
BEIJOKINHAS

sexta-feira, novembro 03, 2006

O MELHOR POSSÍVEL ...


Se você não puder ser um pinheiro no alto da colina,
seja um arbusto no vale!
Mas seja o mais belo arbusto
à margem do regato.
Seja um ramo se não puder ser um tronco...
Se não puder ser uma árvore,
seja um pouco de relva...
E dê alegria aos que passam no caminho...

Se não puder ser amílscar, seja então uma tília...
Mas a tília mais viva do lago...

Não podemos ser todos capitães...
Alguns temos de ser tripulação...
Há algum lugar para todos nós aqui.
Há grandes obras e outras pequenas a realizar...
Sempre há uma tarefa que devemos empreender.

Se não pudermos ser uma estrada real,
sejamos uma vereda.
Se não pudermos ser o Sol, sejamos uma pequena lamparina...

Não é pelo tamanho que se ganha ou que se perde...
Sejamos o melhor possível naquilo que pudermos e quisermos ser!

(Douglas Malloch)

BOM FIM DE SEMANA...

quinta-feira, novembro 02, 2006

NÂO ESTÁS SÓ...


Fica contente, tua respiração é presente.
Teus dons banham tua consciência e a luz,
a luz brilha apesar da tua resistência,
apesar do teu apego às criações que tu mesmo inventaste.
Quando desejares, poderás dar início ao teu despertar.
Tudo está pronto, apenas no aguardo da tua vontade.
E quando te decidires,
sentirás quão importante foi ter vivido tudo que viveste...
Todas as confusões, todas as ilusões...
Sim, cada uma serviu para clarear tua visão frente
aos horizontes de luz que se estendem
silenciosamente ao teu redor.
Sim, cada uma delas serviu para calar as múltiplas vozes
que ecoavam em tua mente,
e através do silêncio encontrar o conhecimento,
a pureza, a tua inocência.
Mas, não te prolongues.
Sê atento, basta uma vez para aprenderes com teus erros.
Fica contente, a vida vai contigo assim
como a chuva vai com os ventos.
Fica contente, o amor vai contigo assim
como as estrelas vão com o anoitecer.
Não estás só, o Universo caminha contigo e,
lado a lado, vai construindo teu despertar,
tua mansa alegria e teu desprendimento
para com as ilusões, restando somente a verdade,
a chama sagrada, doce e pura,
que sempre te pertenceu, sempre.

FIQUEM BEM...

quarta-feira, novembro 01, 2006

PARABÉNS MILÚ...





Este dia é pra ser comemorado com muito carinho, pois é o teu aniversário,
PARABÉNS!!!
Tenho a certeza que o dia de hoje vai ser pouco para as pessoas que te querem bem te dediquem todo carinho que tu mereces.
Pois sei que tu és uma pessoa muito querida, principalmente por mim que te considero do fundo do meu coração uma boa cunhada e amiga.
Parabéns tia Milú, que hoje seja um dia muito especial, que tu recebas muitas vibrações positivas, muita saúde, paz e felicidades e realizes todos os teus desejos, são os votos da Joaninha, Catarina, Guida e do mano Zé.
MUITOS

terça-feira, outubro 31, 2006

FEITICEIRA
De que noite demorada
Ou de que breve manhã
Vieste tu, feiticeira
De nuvens deslumbrada
De que sonho feito mar
Ou de que mar não sonhado
Vieste tu, feiticeira
Aninhar-te ao meu lado
De que fogo renascido
Ou de que lume apagado
Vieste tu, feiticeira
Segredar-me ao ouvido
De que fontes de que águas
De que chão de que horizonte
De que neves de que fráguas
De que sedes de que montes
De que norte de que lida
De que desertos de morte
Vieste tu feiticeira
Inundar-me de vida.
(Luís Represas )

HOJE SEJAM FEITICEIRAS...

sexta-feira, outubro 27, 2006

O TEMPO NÃO SABE NADA...


O tempo não sabe nada
o tempo não tem razão
o tempo nunca existiu
é da nossa invenção
se abandonarmos as horas para nos sentirmos sós
meu amor o tempo somos nós
o espaço tem o volume
da imaginação
além do nosso horizonte
existe outra dimensão
o espaço foi construído sem princípio nem fim
meu amor tu cabes dentro de mim
o meu tesouro és tu
eternamente tu
não há passos divergentes para quem se quer encontrar
a nossa história começa
na total escuridão
onde o mistério ultrapassa
a nossa compreensão
a nossa história é o esforço para alcançar a luz
meu amor o impossível seduz
o meu tesouro és tu
eternamente tu
não há passos divergentes para quem se quer encontrar
(Jorge Palma)
ACHEI ESTE POEMA LINDO, POR ISSO DEIXO-O AQUI
PARA VOSSA REFLEXÃO.
"...NÃO HÁ PASSOS DIVERGENTES PARA QUEM SE QUER ENCONTRAR..."
BOM FIM DE SEMANA PARA TODOS...

quinta-feira, outubro 26, 2006

PEDRA FILOSOFAL

Eles não sabem que o sonnho
É uma constante da vida
Tão concreta e definida
Como outra coisa qualquer,
Como esta pedra cinzenta
Em que me sento e descanso,
Como este ribeiro manso
Em serenos sobressaltos,
Como estes pinheiros altos
Que em verde e oiro se agitam,
Como estas aves que gritam
Em bebedeiras de azul.

Eles não sabem que o sonho
É vinho, é espuma, é fermento,
Bichinho álacre e sedento,
De focinho pontiagudo,
Que fossa através de tudo
Num perpétuo movimento.

Eles não sabem que o sonho
É tela, é cor, é pincel,
Base, fuste, capitel,
Arco em ogiva, vitral,
Pináculo de catedral,
Contraponto, sinfonia,
Máscara grega, magia,
Que é retorta de alquimista,
Mapa do mundo distante,
Rosa-dos-ventos, Infante,
Caravela quinhentista,
Que é cabo da Boa Esperança,
Ouro, canela, marfim,
Florete de espadachim,
Bastidor, passo de dança,
Colombina e Arlequim,
Passarola voadora,
Pára-raios, locomotiva,
Barco de proa festiva,
Alto-forno, geradora,
Cisão de átomo, radar,
Ultra-som, televisão,
Desembarque em foguetão
Na superfície lunar.

Eles não sabem, nem sonham,
Que o sonho comanda a vida.
Que sempre que um homem sonha
O mundo pula e avança
Como bola colorida
Entre as mãos de uma criança.

(António Gedeão, Movimento Perpétuo, Atlântida Editora )

VISITEM!!!

quarta-feira, outubro 25, 2006

SABER PERDER...


Não se pode ganhar sempre...
Não é realista esperar obter uma vitória após a outra.
Haverá desapontamentos no caminho.
O sucesso é baseado na habilidade de recuperar-se das
perdas e continuar com a próxima tarefa.
Haverá contratempos em qualquer coisa que você tentar.
Faz sentido lidar com o fracasso concentrando-se nele?
Claro que não. Aprenda com ele.
Quase sempre se pode aprender mais com um fracasso que com uma vitória.
Em seguida, esqueça-o e siga em frente com confiança.
Quando alguém lhe diz "não", isso significa um passo a mais em direção ao sucesso.
Agradeça educadamente e siga adiante.
Quando um negócio não corre bem, encare o seguinte com determinação ainda maior.
Ninguém pode vencer todos os jogos.
Por outro lado, qualquer um pode ser um vencedor:
basta recusar-se a ser impedido pela derrota.
APÓS UM DIA, SEMPRE VEM OUTRO...
E O SOL QUANDO NASCE É PARA TODOS...
FIQUEM BEM!!