SEJA BEM-VINDO AO MEU MAR DE EMOÇÕES...

quinta-feira, maio 10, 2007

MARIPOSA



Meus dias passarão tal como hoje,
marcados na sentença deste pouso
onde o vento não abre minhas asas
e só me faz a presa dessas horas...

Sou eu a mariposa na vidraça
olhando as borboletas da paisagem,
que dançam sob os prazeres do vento,
na luz que amo tanto sem mistério.

O tempo passará sempre ofuscante
trazendo borboletas frente a mim,
detidas neste sonho dos meus olhos.

Resta-me debater tão loucamente
para voar, e nos ares sentir
a minha luz, meu vento, meu amor.

Rosa Clement

1 comentário:

Secreta disse...

Muito bonito este poema!
Bater asas e voar , buscar o bem estar , a felicidade , a vida!