SEJA BEM-VINDO AO MEU MAR DE EMOÇÕES...

quinta-feira, setembro 01, 2011

A LIBERDADE DA ALMA


O texto é adaptado de um poema de John Muir
“Quero deixar minha alma livre, para que ela possa desfrutar de todos os dons que os espíritos possuem. Quando isto for possível, não tentarei conhecer as crateras da lua, nem seguir os raios de sol até sua fonte. Não procurarei entender a beleza da estrela, ou a desolação artificial do ser humano”.
“Quando souber como libertar minha alma, seguirei a aurora, e buscarei voltar com ela através do tempo. Quando souber libertar minha alma, mergulharei nas correntes que deságuam num oceano onde todas as águas se cruzam, e formam a alma do mundo”.
“Quando souber libertar minha alma, procurarei ler a esplêndida página da Criação desde o princípio”.

Sem comentários: